Menu fechado

Qual é o melhor ar-condicionado para restaurantes?

Modelo do ar depende do tamanho do ambiente

Pensa em abrir um novo negócio no setor de alimentação, como um restaurante ou bar? Se sim, provavelmente, você deve estar se perguntando qual é o melhor modelo de ar-condicionado para o seu novo negócio. A resposta não é tão simples: depende do tamanho do ambiente coberto, da circulação de pessoas no lugar e também do fluxo de ar (quantidade de objetos no local). Além disso, o ar-condicionado não deve incomodar os clientes com correntes de ar ou ruídos e deve seguir a legislação vigente, definida pela Anvisa.

O tamanho do espaço de seu novo negócio deve ser o primeiro ponto a ser levado em consideração. O modelo cassete, aquele que fica embutido no teto, é um dos mais populares em restaurantes, pois é discreto e preserva a decoração. Outra vantagem é que seu funcionamento é extremamente silencioso e sem correntes de ar, o que garante o conforto dos clientes. Veja em nossa loja as opções desse modelo.

Mas se o seu estabelecimento é considerado de grande porte, acima de 90m². O modelo piso-teto é o mais recomendado, devido a sua vazão de ar. Esse tipo de aparelho atinge boa parte do ambiente, pois faz com que o ar saia mais alto, próxima ao teto. Conheça as opções de ar-condicionado piso-teto em nossa loja.

Se você pretende abrir um restaurante ou bar com portas abertas, deve considerar a instalação de uma cortina de ar. Esse tipo de aparelho fica acima da porta de entrada e e são ideais para o isolamento térmico do ambiente interno em relação ao externo. Sua barreira de vento evita a passagem de poeiras e bactérias para o local climatizado. Na nossa loja, você encontra a cortina de ar em diferentes tamanhos.

Instalação correta e legal

Em 2000, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) criou uma resolução com a orientação técnica referente aos padrões de qualidade de ar, no interior de ambientes de uso público e coletivo, climatizados artificialmente.

Segundo o documento, a faixa recomendável de operação nas condições internas para verão deverá variar de 23°C a 26°C, com exceção de ambientes de arte que deverão operar entre 21°C e 23°C. De forma geral, o documento determina que a temperatura ideal busca não comprometer a saúde dos clientes e funcionários.

Contudo, não há uma distância determinada entre o aparelho e as mesas. O tipo de instalação vai variar conforme a finalidade e o segmento do estabelecimento. Vale sempre considerar o conforto térmico de quem está sentado antes de instalar o aparelho.

Cozinha em restaurantes

A cozinha de seu novo negócio também precisará de um sistema de climatização. O mais importante, nesse caso, é a garantia da higienização e a qualidade do ar que o aparelho promove.

Há modelos que conseguem produzir uma climatização de boa qualidade e ao mesmo tempo eliminar vírus e bactérias que possam assolar o estabelecimento. Cortinas de ar também são bem vistas nas divisas entre a cozinha e o restaurante, fazendo com que o entre e sai de funcionários não afete o ambiente.

Em cozinhas de restaurantes, se o aumento da temperatura não for amenizado pelo ar-condicionado, os alimentos podem até mesmo estragar por causa do calor excessivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami